Reflexão “Fashionística” de Segunda-Feira

por CoolHype

A solidão fashionística é uma das piores sensações que podemos sentir no começo da nossa relação com a chamada “Moda Outsider”. Enfrentar o fato de ser o único a saber que Vivienne Westwood pode mudar sua vida e que tênis esportivos são feitos justamente para que  só sejam usados na prática de esportes, é realmente desolador.

Mas se você querido leitor, pensa que o caminho da salvação ideológica do vestuário é fácil, se enganou. Todos nós, a cada dia, enfrentamos o preconceito oriundo de pessoas que amam as populares bermudas de tactél. É claro que não é nada fácil ter de ficar ouvindo que você é “bizarro” e outras coisas mais, porém tenha certeza de que ao menos um desses que te olham conseguem ver com visão artística a forma que a roupa pode passar seu pensamento cultural.

O jogo todo termina quando você consegue passar por isso tudo que eu disse acima e, ainda sim não desistir da moda, que é bem mais do que lenços Hermés e gravatas YSL. No final é você quem ganha, digo isso porque eu, só ganhei com a moda – Ganhei uma cabeça e uma idéia que ninguém pode tomar de mim.

Anúncios