Parabéns Metsavaht!

por CoolHype

Quem encontrou Oskar Metsavaht por aí dando pulinhos de alegria e com o sorrido de canto a canto das orelhas deve ter achado estranho.  O Diretor de Estilo e Criação da Osklen teve sim motivos plausíveis para esbanjar felicidade por aí, pois esse está sendo, definitivamente, o ano de Oskar.

Apenas dois motivos foram o suficiente para deixar qualquer um impressionado. Para começar, em maio, o estilista da marca carioca foi nomeado em Paris como embaixador da UNESCO pelo trabalho com o Instituto E, do qual é presidente e fundador, juntando-se assim ao lado de Pierre Cardin e Pierre Berger, embaixadores da Boa Vontade. E para finalizar, este mês, a Osklen foi a única marca brasileira a ser indicada ao prêmio Emerging Luxury Leader pela organização inglesa The Luxury Business Group, que destaca pessoas e empresas que entregam excelência em serviços dentro do setor de luxo. E como se não bastasse ser apenas indicada, a marca de Oskar ganhou o tal prêmio.

Metsavaht provou que luxo não é apenas representado por aqueles majestosos vestidos de Alexander Mcqueen e Christian Dior que custam minha vida, mas luxo também pode ser representado na simplicidade, porém com qualidade. O desfile de uma grife “luxuosa” não precisa, necessariamente, deixar o seu público de queixo caído, ser algo deslumbrante e exagerado, os pequenos detalhes também têm o seu valor.

 

Podemos ver discretamente o luxo de Oskar em sua última coleção que foi apresentada no SPFW. O tema foi “Royal Black, um tributo às influências e à estética da cultura negra no Brasil”.

A Osklen apresentou um verão perfeito, tecidos rústicos, naturais e confortáveis formam macacões, saias, camisetas, calças fáceis de vestir. A marca deu luxo à simplicidade do básico.


Anúncios