Vestindo-se de idéias – Toda unanimidade é burra!

por CoolHype

Quando se quer atrair todos os olhares para si, e assim, fazer da moda uma ferramenta fundamental desta empreitada, não podemos nos deixar levar pela euforia do Closet. Amo quando a pessoa elabora ao se vestir, uma verdadeira Ode à Galliano, mas, ”l’euphorie” é a principal problemática à extravagância, pode acreditar. Perder o controle da mente diante de algo que já quebra tais padronagens do tipo ideal da sobriedade, podes ser um dos males mais desagradáveis.

Monte o look com referências fundamentadas, até porque, não saber o que você quer passar com o que está vestindo, de nada vale. Olhe no espelho e se sinta bem,  desse clichê, não conseguiremos abrir mão por um longo tempo. Se tudo estiver “sussa” como dizem os paulistas, vá com a benção dos exagerados.

 

Não pense que acabou, chamar atenção de forma positiva necessita de perícia e bom-senso, claro. Mas se fosse tão obvio nós nunca erraríamos. Eu erro direto, mas tento tirar proveito disso, aprendendo com os erros e tentando não repeti-los. O mesmo deve acontecer com você que está nos lendo. Não existem limites para o processo de inventividade de nós, humanos. Temos de usar isso ao nosso favor, porém, sem quebrar a linha do exótico e do ridículo. Diversidade é  a base para as “modas”.

Bom final de Semana!

“Não use a mesma coisa que todo mundo está vestindo, a vida é muito curta para sermos mundanos.”

John, O Galliano

Anúncios