Último post – Era uma vez…

por CoolHype

Olá leitores, este é o nosso último post como blogueiros do CoolHype. Resolvemos contar como tudo começou e a nossa relação com vocês, aí vai:

Era uma vez, três adolescentes que decidiram se arriscar como blogueiros na capital. Dias antes da Semana de Moda brasiliense, Ludimila Rodrigues, Matheus e Melinda Yehudi criaram um blog em função de conhecer o que verdadeiramente era moda e os nomes responsáveis por esse ”mundo” em Brasília. Eles, definitivamente, caíram de pára-quedas naquele lugar.

Para se situarem no primeiro dia de CFW – Capital Fashion Week -, perguntaram a um jornalista, que pelo visto também estava um pouco desorientado, onde ficava a sala de imprensa. Atencioso, Fernando Lackman, o jornalista – que depois vieram de fato a conhecer – indicou o caminho, se minha memória não falha. Lá estavam os três adolescentes sem saber por onde começar o “trabalho”. Aparentemente era pura diversão, mas no fundo eles sabiam que pertenciam àquele mundo e decidiram se jogar de vez no buraco que eles mesmos tinham cavado, a partir daí não haveria mais volta.

Um mês depois, o blog passou de 20 acessos para 900 por semana (números ainda baixos, porém motivadores), e claro, com comentários intrigantes. O que mais marcou os bloggers e que nunca esquecerão foi o de certo indivíduo que se declarou “Anônimo da moda”. Os comentários postados por este foram até ofensivos e, os blogueiros até pensaram em desistir, mas, perceberam que amavam algo que nem sabiam o que era no seu real concreto, a moda.

Continuaram procurando evoluir no pensamento sobre o que de fato significava moda.  Com a ajuda do estilista e amigo Ivan Hugo, tomaram uma direção na vida e assim vestiram-se primeiramente de idéias, conhecimentos, sabedoria e só depois, de roupas. Os acessos cresceram e os blogueiros começaram a adotar ídolos na moda brasileira. Paulo Martinez, Constanza Pascolato, Adriana Bechara, Maria Prata dentre outros, tornaram-se inspirações para o trio, que agora têm repugnância com o nome “Cool Hype” e o seu real significado. Com novos conceitos, perceberam que esse título não os representava mais.

Em Julho deste ano, decidiram dar um passo a mais naquilo que eles queriam seguir como carreira profissional. Visitaram a Meca da moda representada no Brasil, à redação da revista Vogue e, conversaram numa salinha de café de 1,80m2 com a Editora de moda Adriana Bechara.  Ali perceberam que moda é realmente coisa séria, além de ser uma indústria de zilhões de dólares, é também um dos maiores contribuintes para a massificação de determinada cultura.

As crianças voltaram da viagem determinados a mostrar o que não é visto em Brasília, determinados em massificar a cultura outsider e moldar uma linha de pensamento que f*de a idéia de mainstream. Pretensioso? Claro que sim. O “Anônimo da moda” mostrou-lhes algo, a pretensão. Pretensão é tudo para quem não tem nada a perder, lembrando que Yves Saint Laurent se fez mito justamente pela sua pretensão.

Desenho da amiga @AnnaLiviaM_ 🙂

Hoje, eles estão ralando com seus colaboradores e, passarão uma linha de pensamento hermética e acompanhada da práxis. O projeto se chama Quadra 1001. Uma Quadra imaginária, que abrigará os estilistas independentes da indústria, artistas fora do sistema elitista e músicos com propostas inovadoras. Antes esse blog era conhecido pela idade de quem escrevia, que merda. Os blogueiros estão mudando para um novo endereço, a “Quadra 1001”, e lá mostrarão o que não se vê de costume. Acreditem, eles pensam estar no caminho certo, também se não estiverem, descobrirão em breve.

Obs.: No dia primeiro de Dezembro a “Quadra 1001” estará no ar. Curtam nossa página no facebook:

http://www.facebook.com/pages/Quadra-1001/292639890766105

Anúncios