Cool Hype

Just another WordPress.com site

Categoria: Para escutar

Mais The Kooks!

Vimos que Florence & The Machine pretende lançar o segundo álbum em meados de outubro/novembro; Enquanto aguardamos o tão esperado álbum – afinal foram 2 anos sem músicas inéditas – apresento a vocês outra banda inglesa que lançou nessa segunda-feira o terceiro álbum.

Junk Of The Heart

Estou falando da banda indie The Kooks – já falamos deles aqui -, que também estavam há dois anos sem lançar álbum novo. “Junk Of The Heart” possui doze faixas, e o álbum já está à venda na Livraria Cultura e lojas Fnac.

 

Para escutar: Foster The People

A banda que inclue Mark Foster nos teclados, guitarras e vocais; Mark Pontius na bateria; e Cubbie Fink no baixo e vocal de apoio foi formada em 2009, mas foi só em 2011 que eles lançaram o primeiro álbum, “Torches”. Já participaram de grande fetivais como Glastonbury, V Festival e o Lollapalooza. Com um som meio indie eletrônico, os garotos do Foster The People estão com a agenda de shows lotada até outubro.

Os californianos concorrem a dois prêmios no VMA 2011 nas categorias de Artista Revelção e Melhor Vídeo de Rock, com a música “Pumped Up Kicks”.

Sugiro sinseramente que vocês escutem o álbum por completo porque este está recheado de músicas incríveis como “Helena Beat“, “Don’t Stop (Color On the Walls)” e “Houdini“.

13 de julho, Dia Mundial do Rock

Quase 60 anos depois do seu surgimento, estamos comemorando hoje o dia internacional do rock. Em pleno século XXI temos só que agradecer a Elvis Presley por ter criado não só um gênero musical, mas também um estilo de vida. PaulJohnRingo e Geroge por ter dado início ao rockabilly e terem se tornado ícones pop dignos de gritos frenéticos das fãs; Agradeço ao grande Bob Dylan por ter trazido a cultura folclórico, e hoje ser considerado o pai do folk rock; Ao Festival de Wooldstock por ter sito o berço do rock psicodélico e palco de artistas frenéticos como Janis Joplin e Jimi HendrixRoger WatersDavid Gilmour, Nick Mason e Richard Wright que foram uns dos primeiros a introduzir orquestra em uma banda de rock e por fim tornaram-se ícones no mundo do rock progressivo; David Bowie, o maior representante da androginia no mundo da música e por ter dado glamour a uma cena que antes era vista com muito preconceito pela sociedade; Agradeço aos irmãos Angus e Malcolm Young que junto com Jimmy PageJohn Paul Jones Robert PlantJohn Bonham foram vítimas de uma cena mais hard rock nunca vista antes no mundo musical; JoeyDee Dee e Johnny Ramoneque foram os pioneiros da música punk, que mais tarde o movimento foi intensificando pelos ingleses Johnny RottenSteve JonesPaul CookGlen Matlock e Sid Vicious; Agradeço Kurt CobainKrist Novoselic e Dave Grohl por terem criado um certo charme às bandas de garagem e por terem dado um ponta pé para o surgimento do rock alternativo dos anos 1990.

O rock, que antes era visto apenas como um único estilo musical, hoje é encarado com um grande e variado leque que se estende por várias raízes, que vai do rackabilly até o metal, do hardcore até o indie, do progressivo até o punk rock.

Espero encarecidamente que haja progresso no mundo, não só do rock’n’roll, mas também na música no geral. Que cada vez mais possa surgir artistas revolucionários, criativos e principalmente talentosos [já que talento virou algo irrelevante para as gravadoras, que estão mais preocupadas em  mostrar um rostinho bonito para o público e por fim produzir dinheiro em massa, fruto de um talento natural zero]. Infelizmente a alienação mental das pessoas no geral torna o mundo cada vez mais ignorante.

Viva o rock!

  • Mas… por que o dia 13 de julho?
Hoje se comemora o Dia Mundial do Rock e a data foi escolhida depois que, em 13 de julho de 1985, foi realizado o Live Aid, show simultâneo em Londres e na Filadélfia, nos EUA. O objetivo principal do evento era o fim da fome na Etiópia e grandes nomes da música como The Who, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, David Bowie, BB King, Mick Jagger, U2, Paul McCartney e mais participaram dos shows. O superevento foi transmitido ao vivo pela “BBC” para diversos países e, desde então, a data ficou conhecida como o Dia Mundial do Rock. –ffw.com.br

O tradicional estilo britânico

Facilmente identificado, o estilo britânico é definitivamente inconfundível. Agora falando especificamente sobre os garotos, naqueles jeans skinny, sapatos sociais, camiseta e blazer, tudo bem certinho, na medida correta. Definido durante os anos 1960 pelos garotos de Liverpool John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison o charmoso traje inglês segue até os dias de hoje como exemplo para quem quer se vestir de forma simples, porém sofisticada.

Em pleno século XXI a figura perfeita para definir corretamente esse estilo é o cantor, compositor, produtor e, claro, inlês Alex Turner. Só por namorar Alexa Chung, – em que já comentamos anteriormente – Turner tinha a responsabilidade de caprichar no look para não ser ofuscado pela it girl. Bom, ainda bem que Alex, com seu estilo rocker/indie, não deixa a desejar na hora de sair e por isso frequentemente capricha na composição de calça skinny, camiseta e jaquetas.

Muitos músicos são famosos pelas suas performances sobre o palco, seja por usarem um look, que serve mais como fantasia para os artistas, ou pela tecnologia investida. Alex não é assim, tanto nos shows da sua banda, Arctic Monkeys, como nas ruas, sua identidade é a mesma.

Ícone de estilo e uma carreira musical próspera, Alex é um modelo a ser seguido. Abaixo, selecionei algumas peças baseadas no estilo de Turner de um site britânico de compras online, a TOPMAN – um dos meus preferidos para compras masculinas.

Para escutar: Bombay Bicycle Club

Estava dando um olhada nos nossos posts sobre música e notei que não escrevi nada (até agora)  sobre Bombay Bicycle Club. Fiquei impressionada por não compartilhar com vocês sobre a primeira banda indie que me conquistou. Ao ouvir o som (Magnet) dos britânicos Jack Steadman, Jamie MacColl, Ed Nash e Suren de Saram veio aquele frio na barriga e depois meu coração acelerou. Pronto, não precisava de mais nada para comprovar que a partir daquele momento meus ouvidos passariam a pertencer somente a músicas “selecionadas”. Bom, agora que vocês já sabem do meu momento de intimidade com a música indie (em especial) vou falar um pouco sobre a banda em si.

Os integrantes se conheceram ainda adolescentes, aos 15, em Londres, aonde moravam. Inicialmente a banda se chamava The Canals, até que mudaram várias vezes de nome até chegarem ao nome atual. Bombay Bicycle Club é o nome de um restaurante de comida indiana de Londres que a banda gosta; Mas na verdade os integrantes não gostam muito do nome.

Depois que a NME escreveu um artigo em  2007 no qual dizia “… a melhor banda vinda do Norte de Londres até agora…” os caras se empenharam bastante no trabalho musical e passaram a fazer shows constantemente em variados festivais pela Europa. Eles até vieram aqui no Brasil ano passado, mas foi pra fazer um show na entrega do Prêmio Multishow.

A banda possui dois álbuns: I Had the Blues But I Shook Them Loose (2009) e Flaws (2010). Mas o projeto do terceiro álbum (2011) já está em andamento.


O primeiro tem como singles “Always Like This“, “Evening/Morning” e “Magnet“.

Já o segundo tem como singles “Ivy & Gold / Flaws” e “Rinse Me Down / Dorcas”

Para finalizar, fiquem com esse sonzinho acústico bem bacana.


Modelo Abbey Lee e sua banda psicodélica

Desde maio de 2010 temos ouvido muitos boatos sobre a modelo Kate Moss e seu noivo Jamie Rince (do The Kills) terem formado uma banda de rock. Bom, enquanto não vemos nenhum trabalho concreto da banda, temos uma top model que passou na frente de Kate no requisito música. Estou falando da 5ª colocada no ranking do models.com, Abbey Lee.

Denominada Our Mountain, a banda nasceu em Melbourne, Austrália, e é formada pelo namorado de Abbey (tamborim, teclado e voz), Matthew Hutchinson (voz eguitarra), e os amigos Michael Noonan (bateria) e Daniel Silvester Taylor-Lind (baixo). Muito em breve os caras estarão lançando seu primeiro álbum; e para sentirem um pouco o gostinho do som psicodélico, a banda acabou de colocar no myspace o primeiro single chamado “Wooden Hearts”.

Abaixo, um vídeo que mostra um pouco da particularidade dos integrantes.

Para escutar: Kids Of 88

Há alguns dias postei aqui um vídeo de uma banda incrível, e assim como prometido fiz um post completo sobre esses caras. Leia abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ambos nasceram em 1988, daí veio o nome da banda: Kids Of 88. Amigos a dez anos Jordan Arts e Sam McCarthy possuem muita coisa em comum, entre elas a paixão pela música.

A dupla se conheceu no St Peter’s College, em Auckland, Nova Zelândia. Formaram a banda oficialmente em 2004 e foi em abril de 2010 que chamaram atenção da gravadora Sony Music e por fim lançaram seu primeiro álbum em agosto de 2010.

Donos de um som eletro/pop muito divertido de dançar, além de possuir letras bem fáceis de entender. Kids Of 88 tem uma pegada meio new wave e vídeos meio psicodélicos que lembram os do MGMT.

Recomendo que visitem o tumblr da banda, pois frequentemente eles postam fotografias bem bacanas, como as que estão no slide acima.

Escutem Kids Of 88 – Música para o final de semana

Acabei de escutar o som meio eletropop dessa dupla da Nova Zelândia, fiquei tão vidrada na música abaixo que prometo a vocês que daqui alguns dias farei um post no Para escutar para vocês conhecerem o KIDS OF 88 melhor; mas por inquanto aumente o som e sintam a vibração dos caras, eles são muito bons.

Recomendo que baixem o álbum, é uma música melhor que a outra.

Conheçam as crianças do coral PS22

Não é a toa que os Estados Unidos é o país que mais produz artistas, no geral, na atualidade, porque lá eles apóiam e incentivam as crianças desde cedo a trabalharem em cima dos seus talentos. O que não falta são escolas de teatro, música e dança para que desde cedo os pequenos tenham contato com o meio artístico.

É por isso que o colégio público 22 de Nova York incentiva ao máximo seus alunos a participarem do coral do colégio, que é dirigido por Gregg Breinberg. Uma espécie de Glee for kids, os alunos já foram elogiados por Oprah, Tyra Banks, Beyonce, Randy Jackson, Alicia Keys, entre outros.

O mais legal dos vídeos é a empolgação que as crianças têm ao cantarem as músicas. É realmente muito lindo quando elas fazem as coreografias improvisadas.

Então para vocês conheceram um pouco do trabalho dos pequeninos abaixo estão alguns vídeos dos ensaios.

  • “Fireflies”, Owl City
  • “Liztomania”, Phoenix
%d blogueiros gostam disto: